TESTEMUNHOS


DA LOUCURA PARA A BENÇÃO



Por ti darei a minha vida, porque você me amou primeiro e fez grandes coisas por mim.
Sou Enilda Cândido da Silva. 
Nasci em Caaporã – PB, 
No dia 28 de Agosto de 1973. 
Sou filha de José Candido e de Claudomira César ("IN MEMÓRIAN")


Dos meus 6 aos 8 anos gostava de participar das EBF´s que eram realizadas pela 1ª Igreja Batista em Caaporã.
Dos 10 aos 14 anos já não participava mais com freqüência.
Aos 17 anos retornei a visitar a igreja e fiz a minha decisão em setembro de 1990, no aniversário da igreja. Já estava cursando a 8ª série e tinha dificuldade em matemática. Por essa razão me sentia muito mal por não aprender o assunto, e comecei a me isolar. Essa matéria foi apenas um dos motivos pelo qual tudo começou; então comecei a me achar incapaz e inferior às outras pessoas. Em minha mente todos zombavam de mim...eu não queria ir mais a escola e ficava sempre em casa, isolada no quarto coberta dos pés a cabeça: não queria ver nem falar com ninguém; meus pais não sabiam como agir, e por indicação de algumas pessoas que achavam que poderia ser macumba me levaram ao “centro”. Ao chegar lá todos falavam que era trabalho lançado por pessoas que tinham inveja de mim.
Mas mesmo tendo pouco tempo de convertida em meu coração fazia orações e cantava hinos bem altos. Cada vez a minha situação ficava ainda pior. Comecei a sair de casa fazendo muitas coisas sem nexo, exemplo: chegava aos lugares pedindo as mãos das pessoas para ler, como uma cigana; formava grupos com crianças e queria os filhos das pessoas para mim; chegava a qualquer homem sem ao menos conhecer e ficava com ele. Alguns me conheciam e sabiam do meu problema, mesmo assim se aproveitava de mim.
Começaram a me levar ao hospital e comecei tomar remédio controlado para os nervos, mas a situação piorava mais e mais. Então resolveram me levar para o hospital psiquiátrico Juliano Moreira, em João Pessoa. Passei oito dias naquele local.
Deus me livrou de muitas situações ruins que poderia ter acontecido comigo. Eu sentia falta da minha família, da minha casa e de tudo. Quando finalmente voltei para casa fiquei parecendo uma “morta viva” sem noção de nada. Eu já não conseguia viver mais daquele jeito e já havia passado três anos desde que tudo começou. Foi quando cai em mim e clamei a Deus para que me curasse, porque eu queria ter a minha vida de volta, terminar meus estudos, voltar ao convivo da minha família, ir à igreja e assim por diante.
Então fiz um voto ao Senhor, dizendo: “Senhor, eu prometo ficar o resto do ano sem sair de casa, na certeza que o Senhor não permitirá que eu volte a ficar desta forma novamente”. Fiquei até o fim do ano de 1993 sem sair de casa, quando decidi, no natal, sair às ruas novamente. Mas o diabo fez de tudo para que isso não acontecesse, me fazendo ver pessoas rindo de mim. Então eu disse: “O meu Deus não vai permitir que eu volte a viver naquela situação!” E no meu coração aquele foi o dia da minha vitória! Chamei uma das minhas sobrinhas, peguei na mão dela e sai de cabeça erguida, porem não olhava nem para um lado nem para o outro... fui na casa de uma amiga da igreja e daí em diante retomei a minha vida: voltei a estudar, conclui o ensino médio, retornei à igreja e me batizei em dezembro de 1994. O pastor era Israel Cardoso e logo fui convidada para ser professora  das crianças na EBD (Escola Bíblica Dominical); todos ficaram felizes com a mudança que Deus havia feito na minha vida e com o passar do tempo minha mãe se converteu e minhas irmãs também vieram para os caminhos do Senhor. Finalmente, depois de 10 (dez) anos fui eleita diaconisa da minha Igreja, sob a direção agora do pastor Ivaldo Ribeiro Rocha.
                Hoje eu faço parte da Coordenação do grupo Jóia Preciosas, sou responsável junto com alguns irmãos pelo estudo na congregação da Vila, sou locutora no programa “Deus Conosco”, na rádio local, apoiando o irmão Aramís Belarmino, etc. Além disso, participo da juventude e sou zeladora da igreja desde 2011, sendo reeleita para o ano de 2012,  diaconisa e auxiliar como promotora de missões, para a honra e a glória de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, Amém.

Hino: Mover do Espírito
            Armando Filho                                                                                  
Salmos, 116 1-19

Nenhum comentário:

Postar um comentário